quinta-feira, 29 de julho de 2010

Pedro Braga dos Santos, Membro da Academia de Letras de São João del-Rei


Por Francisco José dos Santos Braga


-->
Tenho o enorme prazer de informar ao leitor do Blog do Braga que a Academia de Letras de São João del-Rei houve por bem admitir, como seu Membro, o escritor, ensaísta e autor de livros infantis, Dr. PEDRO BRAGA DOS SANTOS, desde 27 de junho de 2010. Coube-me a honra de redigir o discurso que a um só tempo indicava e saudava o mais novo ilustre Confrade. Meu homenageado é detentor dos maiores méritos para receber essa comenda, como se verá logo abaixo.


No dia 5 de julho de 2010, o nosso Presidente Dr. Wainer de Carvalho Ávila deu-me a boa notícia de que meu discurso fora lido em plenário na ocasião, tendo meu indicado sido eleito por unanimidade. Informado por mim sobre esse fato e minha pretensão de postar o referido discurso no Blog do Braga, o Confrade Pedro Braga assim se manifestou em 6 de julho: “Fico feliz com a eleição por unanimidade pelos membros da Academia. Feliz e honrado. Agradeço-lhe imenso, a você e ao Wainer, por me proporcionarem tal distinção. Terei todo prazer em ler seu discurso no Blog do Braga. Agradeça a todos os Confrades em meu nome.”


Ainda, a meu pedido, a Secretária da Academia, Dra. Zélia de Leão Terrell, me informa que na ata de 27 de junho de 2010 consta o seguinte:
''O presidente Confrade Wainer de Carvalho Ávila leu o currículo do Dr. PEDRO BRAGA DOS SANTOS, indicado pelo Confrade Francisco Braga, para associado correspondente, com apreciacão dos Confrades: Wainer de Carvalho Ávila, José Pedro Leite de Carvalho e Luiz Fernando Borges. Feita a votacão em escrutínio secreto, obteve 15 (quinze) votos SIM.''


Isto posto, retransmito a seguir o meu discurso que mereceu dos meus ilustres Confrades Efetivos aprovação unânime.


“Senhor Presidente da Academia de Letras de São João del-Rei,


Senhoras e Senhores Confrades,


Como Sócio Correspondente deste prestigioso Sodalício, dirijo-me a Vossas Senhorias para indicar e apresentar o nome do Dr. PEDRO BRAGA DOS SANTOS para compor o seu Quadro de Sócios Correspondentes. Incumbiu-me o nosso Presidente Dr. Wainer de Carvalho Ávila relatar esta proposta de ingresso de tão ilustre personalidade no seio de nossa Academia, considerando que o currículo do meu indicado engrandeceria qualquer Instituição de Cultura do País e em particular enriquece, sem dúvida nenhuma, o nosso Quadro de Sócios.


É por todos conhecido que a gestão de nosso atual Presidente tem se notabilizado por tudo fazer para prestar homenagem a brasileiros ilustres, com o objetivo de assegurar o maior alcance cultural possível para as ações do nosso Sodalício em prol de nossa terra. Incumbiu-me ele, portanto, diante de minha sugestão de incluir meu indicado como Sócio Correspondente, de redigir o presente para sua distinta apreciação.


Sinto-me, Senhoras e Senhores Confrades, honrado e feliz de poder indicar e apresentar para o nosso convívio o nome do escritor Dr. Pedro Braga dos Santos, de origem portuguesa, residente em Brasília, funcionário exemplar do Senado Federal, pois se trata de alguém que tem embelezado as letras nacionais, através de importantes ensaios, artigos e livros, a par de sua permanente, incansável e reconhecida participação no Conselho Editorial do Senado Federal, cuja missão é editar obras de valor histórico e cultural e de importância relevante para a compreensão da história política, econômica e social do Brasil e a reflexão sobre os destinos do País. Só a título de informação, o meu indicado trabalhou ativamente na edição de obras importantíssimas que, embora deixem de ter interesse para o mercado editorial por sua baixa procura, representam resgate do patrimônio nacional, podendo citar as seguintes, dentre muitíssimas: O Velho Senado de Machado de Assis, Tratado da Terra do Brasil de Pedro de Magalhães Gandavo, Ensaios e Estudos de Capistrano de Abreu, Formação Histórica do Brasil de João Pandiá Calógeras, História da Capitania de São Vicente de Pedro Taques de Almeida Paes Leme, História da Cidade de São Paulo de Affonso d' Escragnolle Taunay, História da Literatura Ocidental de Otto Maria Carpeaux (em quatro volumes), História Econômica do Brasil de Roberto Cochrane Simonsen, O Abolicionismo de Joaquim Nabuco, Os Livros—Nossos Amigos de Eduardo Frieiro, além da coleção Cidades Históricas Inventário e Pesquisa (edição histórica em convênio com o IPHAN, já tendo coberto as cidades de Parati, São Luís e Tiradentes).


A formação acadêmica de meu indicado é invejável. Bacharel em Comunicação Social pelo Instituto Francês de Imprensa e de Ciência da Informação (Université de Droit, d’ Économie et des Sciences Sociales de Paris), cursou ainda Sociologia da Literatura na École de Hautes Études en Sciences Sociales (Sorbonne), tendo obtido ainda sua graduação em Direito pela Faculdade de Ciências Jurídicas e de Ciências Sociais do Centro Universitário de Brasília - UniCEUB.


Dentre os dezessete artigos do epigrafado, publicados em revistas nacionais e internacionais, cabe-me mencionar especialmente os seguintes que mais aprecio:
1. “O Sebastianismo no Maranhão: Um Fenômeno de Comunicação Popular”. In:_ Revista Brasileira de Cultura. Rio de Janeiro, março de 1973.
2. “Gutemberg no Maranhão; a indústria tipográfica no Maranhão no século XIX”. In:_Revista Fipes. S. Luís, Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais 2 (2), jul/dez. 1983.
3. “Kelsen, Bobbio e Bakhtin: Um Diálogo”. In:_Revista de Informação Legislativa. Brasília, ano 38, n.º 50, abril/junho de 2001.
4. “O Ministério Público na Constituição de 1988”. In:_Revista de Informação Legislativa. Brasília, ano 45, n.º 179, julho/setembro de 2008.


De dez livros já editados não poderia deixar de destacar os mais envolventes.
Inicialmente, gostaria de mencionar um livro de ensaios, "O Riso e o Trágico: leituras de Bakhtin e outras leituras". Brasília: LGE, 2010, 133 p. Aqui Pedro Braga se sente à vontade, pois trata de assuntos que lhe são muito familiares, entre os quais posso enumerar os mais importantes, a meu ver: o romance e outros gêneros literários; a festa popular, o riso e o realismo grotesco sob a perspectiva de Mikhail Bakhtin; o pensamento de Padre Antônio Vieira, cobrindo o período que se estabeleceu no Brasil Colônia, entre 1681 e 1697, data de sua morte; uma análise de uma "crônica sebastianista", intitulada "O Reino Encantado", de autoria de Araripe Júnior, antepassado célebre de um Membro ilustre desta Academia: o artista Oscar Araripe; em "A Psiquiatria como Abuso de Poder", ele debruça-se sobre uma obra de Tchekov, "Enfermaria nº 6", escrita em 1982, onde o autor russo traz sutilmente à baila a questão da psiquiatria como uma forma de repressão.
Além desse livro, posso citar ainda um romance de uma história real ("O Anjo da Solidão". São Paulo: Scortecci Editora, 2009. 106 p.), em que o personagem principal adere à Coluna Prestes em sua passagem pelo Maranhão em 1927.


Por fim, em "De Fantasmas e Loucura" (São Paulo: Scortecci Editora, 2008. 111 p.), o autor, de origem portuguesa, numa espécie de autobiografia, retraça sua trajetória existencial de militante político no Brasil e na França, com cores fortes e emocionais.


Contribuiu ainda com dois livros para a literatura infantil, a saber:
1. "O Lobo-Guará e o Bicho-Folha". Belo Horizonte: Editora Miguilim, 2002. 19 p.
2. "A Ararinha-Azul: histórias infantis sobre valores, meio ambiente e para uma cultura da paz". Brasília: LGE/FAC, 2008. 91 p.


Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Confrades,


Estou certo de que o privilégio que me é dado de indicar e apresentar o maranhense Dr. Pedro Braga dos Santos para compor o nosso Quadro de Sócios Correspondentes é partilhado por todos os Membros dessa douta Academia, de quem espero aprovação unânime.

Muito obrigado!


Francisco José dos Santos Braga
Sócio Correspondente da Academia de Letras de São João del-Rei”


* Francisco José dos Santos Braga, cidadão são-joanense, tem Bacharelado em Letras (Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras, atual UFSJ) e Composição Musical (UnB), bem como Mestrado em Administração (EAESP-FGV). Além de escrever artigos para revistas e jornais, é autor de dois livros e traduziu vários livros na área de Administração Financeira. Participa ativamente de instituições no País e no exterior, como Membro, cabendo destacar as seguintes: Académie Internationale de Lutèce (Paris), Familia Sancti Hieronymi (Clearwater, Flórida), SBME-Sociedade Brasileira de Música Eletroacústica (2º Tesoureiro), CBG-Colégio Brasileiro de Genealogia (Rio de Janeiro), Academia de Letras e Instituto Histórico e Geográfico de São João del-Rei-MG, Instituto Histórico e Geográfico de Campanha-MG, Academia Valenciana de Letras e Instituto Cultural Visconde do Rio Preto de Valença-RJ e Fundação Oscar Araripe em Tiradentes-MG. Possui o Blog do Braga (www.bragamusician.blogspot.com), um locus de abordagem de temas musicais, literários, literomusicais, históricos e genealógicos, dedicado, entre outras coisas, ao resgate da memória e à defesa do nosso patrimônio histórico.Mais...

Nenhum comentário: